Por que os gatos adoram água sanitária?

A resposta não é exata, mas sabe-se que um dos componentes químicos da água sanitária, a lixivia – um composto baseado no hipoclorito de sódio, desperta um efeito similar ao do catnip – uma planta que tem, entre suas propriedades, substâncias que deixam os felinos felizes. Como a parte do cérebro do gato responsável por identificar cheiros é muito mais elaborada do que a humana, o felino consegue perceber aromas “invisíveis” que são desprendidos de produtos e podem desencadear um efeito hormonal no corpo dele. Esse é o caso da água sanitária, que por ter partículas voláteis, acaba sendo percebido por alguns gatos que reagem ao estímulo recebido.

Secos ou enlatados?

Ambos os alimentos são nutricionalmente completos, uma grande diferença entre eles é o teor de umidade. Alimentos em latas tem mais umidade, isso é muito legal para animais que tem tendência a ter problemas nos rins e na urina. Animais mais exigentes costumam gostar mais de rações úmidas, elas parecem mais apetitosas. Há pessoas que não gostam de oferecer rações úmidas, pois acreditam que elas são ruins. Pelo contrário, são alimentos completos! Rações em lata, de boa qualidade, podem ser uma ótima opção para alimentar um animal e manter um equilíbrio nutricional.

Veja algumas maneiras de tirar o tédio do seu gato em casa

-Divida a ração diária em vários locais escondidos. Ele encontrará a comida aos poucos. Ir em busca do alimento se tornará uma brincadeira;
-Coloque ração dentro de brinquedos que rolam e liberam a ração aos poucos;
-Congele ração úmida em formas de gelo e deixe uma “pedrinha de comida” no chão, isso faz uma sujeirinha, mas os gatinhos adoram lamber a ração e isso faz o tempo passar!!!
-Espalhe brinquedos pela casa para ele ter com o que se divertir;
-Deixe prateleiras em locais altos para que ele veja a rua, eles costumam se distrair bastante com isso!

Gato de coleira?

Um gatinho pode sim usar coleira, mas isso é mais fácil se ele for ensinado desde filhote. Primeiro, coloque a coleira por alguns minutos, de preferência um pouco antes das refeições ou durante a brincadeira, para que o gato a associe com algo positivo. Repita isso várias vezes ao dia. Quando o gato começar a ignorá-la, prenda a coleira e deixe-o arrastá-la um pouco. Fique atento para ajudá-lo caso a coleira fique presa em algo. O próximo passo é pegar a coleira e seguir o gato ao redor da casa. Isto permitirá que o gato se acostume a ter um humano o seguindo.
Quando seu gato estiver confortável, vá para uma área ao ar livre tranquila. Os primeiros passeios devem ser curtos, para que ele não fique assustado. Mantenha seus olhos atentos em cachorros sem coleiras, skatistas ou bicicletas que poderiam colocar o gato em perigo ou lhe assustar.

Como arranhar

Você não precisa mostrar a um gato como utilizar um arranhador, eles já sabem! Eles tem a necessidade de arranhar para manter suas unhas saudáveis. Diante de um arranhador novo, Você pode incentivar seu gato a investigá-lo esfregando erva do gato neles ou pendurando brinquedos no topo. O arranhador acaba servindo como um brinquedo, então tenha cuidado ao colocá-lo em áreas de difícil acesso onde o gato pode se machucar para subir.

Crianças e animais

Ter um animal pode ser algo muito importante para o desenvolvimento de uma criança, mas é sempre importante a presença de um adulto perto desta relação. Crianças adoram apertar e pegar pelas orelhas. E isso pode não ser seguro para nossos pets! Fique sempre de olho para não haver problemas nem para os animais e nem para seu filho! Desta forma, com responsabilidade, ter criança e bicho juntos, pode ser algo especial e delicioso!!!

Hipersensibilidade alimentar

Vários estudos tem mostrado que alguns componentes da alimentação são propensos a causar alergias em cães e gatos. Os alimentos mais comuns são: frango, carne bovina, produtos lácteos e glúten do trigo, ou seja, alimentos bem comuns na nossa dieta e na deles. Se seu pet apresenta sintomas como coceira em pele e ouvidos ou problemas digestivos ele pode apresentar problemas com alimentação. Agende uma consulta na Petcetera!

Cistites em gatos

As causas de cistite são variadas, a mais comum é a cistite intersticial, além dos urólitos vesicais (pedras na bexiga) e infecções bacterianas. Com a inflamação podemos encontrar o que chamamos de “plugs”, um material proteico que pode obstruir a uretra do gato macho. É muito raro a fêmea obstruir porque a sua uretra é mais larga e curta.
Quando o gato está obstruído, ele não consegue urinar, fica prostrado, tem dor, perda de apetite, pode vomitar e é um quadro que deve ser revertido rapidamente. Um gato obstruído pode morrer em questão de 48 horas. Se você observar esses sintomas no seu gatinho corra imediatamente para o veterinário.

Você sabe o que leva a imunidade do seu cachorro a baixar?

Comportamento: Se você tem mais cães, o grupo está socialmente equilibrado? Há um cão dominante e os demais estão se submetendo ou existe conflitos de liderança entre eles? Conflitos sociais interferem no bom desenvolvimento da imunidade.
Stress: Houve alguma alteração no ambiente? Manejo sanitário, manejo nutricional, utilização de um novo produto, inserção de um novo cão, saída de algum cão? Estes são fatores que o organismo interpreta como stress e o stress influencia na imunidade.
Ambiente: Baixa umidade do ar, poeira poluição, limpeza, etc.
Alergias: Produtos químicos utilizados nos cães ou no ambiente podem provocar irritações de origem alérgica baixando a imunidade.
Verminoses: são muito comuns principalmente em períodos quentes, também são comuns as recidivas por resistência dos organismos aos princípios ativos utilizados. É sempre bom investigar Isospora e Giárdia.
Idade: o envelhecimento é um fator importante, pois é natural do envelhecimento que a imunidade diminua deixando os animais mais susceptíveis a infecções comuns, que antes não provocavam doenças devido à melhor competência do sistema imunológico do cão jovem.
Mas na dúvida leve seu Pet para o Petcetera, Nossos veterinários estão aqui para garantir que ele esteja sempre saudável.
Agende sua consulta e alivie a dor do seu pet! (11) 2604-6616

Por que precisamos dar banho nos cachorros?

O banho é importante para manter a pele do cachorro protegida de fungos e outros parasitas, no entanto a frequência com que seu cachorro deverá tomar banho necessitará ser determinada com muito bom senso.
Para você ter uma base para comparação, é suficiente para cachorros que tenham pelagem menos abundante tomar banho a cada 6 ou 8 semanas, já cães mais peludinhos, podem tomar banho com intervalos de 4 a 6 semanas e cães demasiadamente peludos podem tomar banho a cada 4 semanas com segurança. E não se esqueça, quando chegar a hora do banho levar seu Dog para o Petcetera, ele terá o melhor tratamento e vai voltar muito cheiroso com aquele banho bem gostoso. Estamos localizados na R. Padre Raposo, 782 – Mooca, São Paulo.