O que é tosse dos Canis ou Gripe dos Cães???

É uma doença respiratória, altamente contagiosa, causada por vírus e bactérias.

O contagio se dá através do contato direto ou pelo ar.

Os animais idosos e os filhotes estão entre os mais susceptíveis, mas todo animal estará sujeito a contrair esta doença, desde que esteja imunossuprimido (estressado, doente, sem vacina, tomando medicamento imunossupressor).

Nos meses mais frios, devido ao frio e ao clima mais seco, é que temos um aumento da incidência desta doença.

A alta concentração de animais em um local pouco ventilado favorece a transmissão, por exemplo: canis, petshops, hotéis, exposição de animais e etc.

Os sinais mais comuns são as crises de tosse curtas, que podem ser seguidas de engasgos ou vômitos e pioram com o exercício, excitação ou até mesmo pela pressão da coleira sobre o pescoço. Os sintomas surgem de 3 a 10 dias após o contato e podem persistir até 3 ou 4 semanas.

O diagnostico se dá através dos sinais clínicos e pelo histórico do animal. Sendo os exames complementares necessários somente em casos onde haja complicações dos sintomas.

O tratamento, em casos simples, requer somente repouso para não irritar as vias aéreas já comprometidas. Também podem ser usados os supressores da tosse e inalação quando possível. Já nos casos mais complicados poderão ser utilizados os antibióticos, mucolíticos ou até mesmo broncodilatadores. Tudo depende do estado em que o animal se encontra e os exames complementares revelarem.

A prevenção é a melhor arma contra esta doença. Sendo a vacinação a mais importante delas. A vacina deve ser aplicada em animais sadios pois, caso contrário, não surtirá o efeito nenhum. Há no mercado 2 tipos de vacina: a intranasal e as injetáveis. Estas vacinas devem ser repetidas anualmente para uma boa prevenção.

Outra forma seria manter o animal em locais limpos e arejados, sem uma concentração de animais em que se desconhece o estado de saúde; tomar cuidado ao hospedarem seus animais em hotéis; ao levarem em exposições e nos parques onde há muitos animais desconhecidos.

Linguagem corporal dos gatos

Linguagem corporal da cauda
A cauda é uma das partes do corpo dos gatos que mais transmite sensações.
Sentado com a cauda em movimento: concentração
Parado com a cauda em movimento quando uma pessoa se aproxima: ele está um pouco aborrecido e não quer ser incomodado
Movimentos suaves com a cauda: tranquilidade
Cauda rígida: curiosidade
Cauda com pelos arrepiados: está assustado
Cauda para cima constantemente: demonstra ser um gato de bom humor e que gosta de chamar atenção
Cauda para baixo, entre as patas constantemente: o gatinho é tímido.
Cauda em formato de arco e arrepiada: posição defensiva e um possível ataque pode ocorrer.
Linguagem dos olhos
Os lindos olhos felinos, com formatos e cores diferentes também dizem muito!
Olhos bem abertos: o gato está alerta e feliz
Olhos entreabertos: sono ou alguma infecção
Olhos com pupilas dilatadas: sinal de que está nervoso, se estiver fazendo movimentos nervosos também.

Profilaxia Dentária

Assim como nós humanos os animais de estimação também tem problemas dentários. Imagine como seriam os nossos dentes sem o habito diário da escovação?

Esses tipos de problemas são  comuns entre os animais e geralmente depois dos cinco anos se iniciam com uma simples inflamação das gengivas e com o passar  do tempo, sem os devidos cuidados,  podem acabar destruindo todos os tecidos de sustentação dos dentes provocando  dor, o amolecimento e a queda dos mesmos.

O mau hálito indica a existência de problemas dentários, e quanto maior for o acúmulo de restos alimentares, pêlos, tártaro e pús,  pior será o odor exalado, e sempre irá  existir a presença de bactérias na boca que podem se instalar em outros órgãos através da corrente sanguínea, causando doenças de comprometimento geral do organismo. Como exemplo temos a endocardite bacteriana, levando a insuficiência cardíaca.

Preste atenção em seu animal de estimação, e se ele apresentar mau hálito, sensibilidade ou sangramento das gengivas, acúmulo de tártaros,  dificuldade em mastigar ou até mesmo perda de dentes, procure rapidamente uma orientação veterinária competente para resolver esse problema ainda no início das lesões. Em alguns casos há mudanças no comportamento do animal, este passa a ficar mais irritado ou nervoso.

A prevenção através de escovação periódica,  de preferência diária, do fornecimento semanal de biscoitos e couros anti-tártaro é a melhor maneira de agir,  porém quando já existem sinais dos problemas dentários devemos  é fazer  uma consulta e realizar uma limpeza bucal através de um equipamento apropriado, ultra-som dentário por exemplo.

Existem outros fatores que predispõem o animal aos problemas dentários, como a raça, o tipo de alimentação, doenças infantis,  etc, e a melhor opção é sempre procurar a  orientação de um Médico Veterinário.

Lembre-se sempre que os animais também sofrem com a dor de dentes e nós devemos atuar de forma a evitar essa dor e o mau hálito contribuindo para melhorar a sua qualidade de vida em qualquer idade.

Sinais que o seu cãozinho da

Os cães podem virar a cabeça em momentos em que estão se sentindo desconfortáveis ou com medo, geralmente quando outros cães ou pessoas estão muito próximos ou fazendo pressão.
Experimente pegar seu cão no colo e aproximar seu rosto do dele. É muito provável que ele vire a cabeça evitando seu olhar.
Aliás, a maior parte dos problemas de reatividade surge porque as pessoas não respeitam os sinais apaziguadores que seus cães estão enviando em situações estressantes. Eles estão o tempo todo tentando evitar conflitos, portanto, se perceber que seu cão está virando a cabeça para o lado, mostrando que está desconfortável, mostre para ele que você está entendendo o que ele quer dizer e afaste-o da situação ou retire-o do ambiente o que está causando o problema.

As necessidades do seu dog

O segredo para ensinar o xixi e o cocô no lugar certo é conseguir eliminar totalmente as chances de erro e aumentar as chances de acerto. O primeiro passo é escolher onde vai ser o banheiro e o que você vai usar para o seu filhote fazer as necessidades. Normalmente as pessoas utilizam os tapetes higiênicos porque são mais absorventes e não deixam que o xixi vaze, diferente do jornal.
A escolha de onde vai ser o banheiro do filhote precisa ser muito bem pensada. É importante que seja em um local onde não tenha muita movimentação de pessoas, não seja muito próximo de portas, para não acontecer de abrir a porta em cima das necessidades e, também, por questões de higiene, que não seja muito próximo de onde o filhote faz as refeições e dorme. Os cães, assim como qualquer outro animal, não gostam de se alimentar e fazer as necessidades no mesmo local.

Cuidados com o cão idoso

Os animais também envelhecem  e colhem os problemas da idade avançada, assim como os seres humanos.

Consideramos um cão idoso, mais ou menos, a partir de 8 anos para os  cães de grande porte, e 10 anos para os de pequeno porte, assim como os gatos.

Os animais idosos poderão sofrer de doenças renais, cardíacas, hepáticas, endócrinas, problemas com tártaro, locomoção e etc.

Com o passar dos anos, os órgãos se tornam “desgastados” e surgem doenças muito comuns nesta fase da vida. A Insuficiência renal crônica, A diabetes, os sopros cardíacos e os tumores são algumas das doenças mais comuns. Nestes casos o animal apresenta sintomas como emagrecimento, tosse, urina demais, muita sede, entre outros.

Geralmente, mesmo sem doença alguma, os idosos deixam de brincar como os filhotes, dormem mais, podem engordar, mas também perder massa muscular, tem dificuldade para subir em determinados locais, ficam um pouco “rabugento” e  cansam fácil. Esta mudança no seu comportamento pode ser gradativa, mas também pode ser um pouco repentina.

Eles sofrem, em grande parte, as mesmas doenças que um ser humano, as mesmas dores e limitações.

É muito importante que seu animal realize avaliações frequentes pelo veterinário, que solicitará alguns exames para pesquisar por alterações que a idade pode trazer. Ao identificar alguma doença, é importante saber qual é o tratamento mais adequado para que seu animal tenha uma qualidade de vida.

As doenças que surgem nos idosos podem ter controle através de medicamentos, por isso é importante um diagnóstico rápido.

O mais importante na fase idosa é sua atenção, para o diagnóstico precoce de doenças, e todo o seu carinho!!!!!

Por que a pupila do olho do gato muda de formato?

Já que as pupilas possuem músculos que filtram a passagem de luz nos olhos, durante o dia elas se contraem e ficam em formato de filetes verticais, diminuindo a passagem da luz.
Quando seu gato está naquele banho de sol através da janela, suas pupilas se encontram tão finas que mal se nota. Neste momento pode-se notar que o gato também se encontra tranquilo, já que não precisa “ativar” sua máxima capacidade de captar luz para caçar – a não ser que algum passarinho passe pela janela!
Em ambientes escuros, as pupilas dilatam para aproveitar toda a captação de luz possível para o animal. No momento de caça ou brincadeiras, suas pupilas chegam a dilatar tanto que não é possível ver a cor da íris – neste momento sabemos que ele está se preparando para dar o bote!
Ao brincar com um gato, fique de olho nos olhos dele, eles também dizem muito a respeito de sua intenção na brincadeira! Se as pupilas crescerem e ficarem bem redondinhas, é hora de recuar, pois ele está querendo brincar de caça.

A importância da consulta de rotina

O médico veterinário tem um papel muito importante na vida do seu animal de estimação, isso porque ele será sempre a melhor fonte de informações sobre seu amigo, além de atuar como conselheiro para que ele tenha uma vida longa, saudável e feliz. Fazer um check-up é a melhor forma de prevenir doenças ou evitar que elas se agravem. Na visita de rotina, o médico veterinário irá verificar se as vacinas estão em dia e lhe fará perguntas sobre o animal, seu comportamento, alimentação e histórico. Caso necessário, também é possível que ele realize exames de rotina, físicos ou laboratoriais, para garantir que seu pet esteja saudável. Se você tiver alguma dúvida, este também será o melhor momento para esclarecer. Não fique muito tempo sem levar seu amiguinho ao veterinário. PREVINA-SE! Marque uma consulta com nossos profissionais especializados. Tel.: 2604-6616